ESTUDO Experimental de Pilares Mistos de Aço e Concreto Parcialmente Revestidos Com Concreto de Alta Resistência Submetidos à Compressão Simples

Nome: Natália Ramalho Souza Lima
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 19/12/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Adenilcia Fernanda Grobério Calenzani Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Adenilcia Fernanda Grobério Calenzani Orientador
Juliana da Cruz Vianna Pires Coorientador
Luciano Rodrigues Ornelas de Lima Examinador Externo
Macksuel Soares de Azevedo Examinador Interno

Resumo: Pilares mistos de aço e concreto parcialmente revestidos são resultado da associação
de um perfil de aço e concreto armado revestindo a região entre as mesas do perfil,
ambos funcionam como um conjunto para resistir à compressão simples ou à flexocompressão.
Apesar de suas inúmeras vantagens, no Brasil, a utilização de pilares
mistos parcialmente revestidos ainda é pequena quando comparado às alternativas
estruturais já consagradas, como pilares em concreto armado e em aço. As normas
brasileiras e internacionais que tratam de estruturas mistas, ainda não abordam em
seu escopo pilares mistos parcialmente revestidos com concreto de alta resistência.
Sendo assim, esta pesquisa tem como objetivo estudar experimentalmente o
comportamento estrutural de pilares mistos parcialmente revestidos com concreto de
alta resistência submetidos à compressão simples por meio da avaliação dos modos
de colapso e cargas últimas, deformações e deslocamentos, além de avaliar a
adequabilidade das formulações das normas ABNT NBR 8800:2008 e da EN 1994-1-
1:2004 para a estimativa da resistência à compressão desses pilares. Para isto,
ensaios de compressão simples foram conduzidos em seis protótipos de pilares
mistos parcialmente revestidos, todos com altura de 1,5m, seção transversal
retangular de 206 por 102 mm, armadura longitudinal composta por quatro barras de
diâmetro de 10,0mm e armadura transversal com barras de 5,0 mm diâmetro a cada
10 cm, sendo três protótipos com concreto de resistência média à compressão igual
a 59,48MPa e outros três com 68,77MPa. Os resultados foram comparados com um
protótipo metálico de mesmo perfil de aço e altura. Os resultados demonstraram que
a ABNT NBR 8800:2008 se aproxima mais do resultado experimental, que o EN1994-
4-4:2004 é mais conservador e que a carga última nos protótipos mistos foi quase três
vezes maior que no protótipo metálico.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910